TRANSLATE

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Doçaria Portuguesa - Doces 3

11. Pastel de Feijão



O nome fica um pouco estranho para bolo... Feijão! Mas Realmente, o pastel de feijão é diferente do que se pode imaginar (caso não tenham referências do doce de feijão, como eu, claro).
São alguns os locais que o produzem, mas aconselho que faça a prova em Mafra (cerca de 35km de Lisboa). Depois de visitar o lindo Palácio Nacional de Mafra e o seu Convento – uma das maiores obras do barroco português, siga para uma Pastelaria ai proximo. Ah, e sempre pode aproveitar para levar um pão de Mafra – igualmente tradicional e saboroso.

12. Sericaia



A Sericaia é um clássico da região do ALENTEJO. Como não poderia ser diferente da maioria dos doces portugueses, este é quase bolo mas bem cremoso e molhado, é a mistura perfeita de ovos, limão, farinha, leite, açúcar e canela.
Para deixar a Sericaia ainda mais deliciosaaa, aconselho que experimente com calda e ameixa.

13. Queijada de Évora

Casquinha crocante com um recheio a base de ovos (claro!) e queijo fresco de ovelha. Só de escrever essa frase já me deu água na boca!
Quando estive em Évora  comi este doce típico, e é ótimo...

14. Guardanapo



É só reparar bem neste doce que se vai perceber bem a razão do nome!

 A primeira vez que comi era miúda, era o meu bolo preferido por ser o mais fofinho...Entretanto, o guardanapo é um clássico das pastelarias de todo o país.
A massa deste bolo é bem fofinha, recheada com doce de ovos (não poderia ser outra coisa rss) e dobrada com a forma de um guardanapo de papel, e também combina perfeitamente com um cafezinho.

Sem comentários:

Enviar um comentário